Polícia Civil prende suspeito de ter matado Sadam no dia 06 de janeiro em Patos

A Polícia Civil de Patos, através da Delegacia de Homicídio e Entorpecente, prendeu, temporariamente, na manhã desta sexta-feira, dia 08, no Bairro Monte Castelo, em Patos, Fábio Fabrício. Ele é o principal suspeito do homicídio que vitimou Sadam Macena, crime ocorrido no dia 06 de janeiro deste ano, na rua Enaldo Torres, no bairro Liberdade.

De acordo com o delegado Diego Beltrão, foram levantadas informações de que Fábio teria sido contratado para cometer o homicídio. Para a polícia civil, a forma como o crime ocorreu mostra a expertise que o autor dos disparos possui. “O fato curioso é que ele conseguiu atingir apenas a vítima, a pessoa que ele queria realmente atingir. Mesmo as duas motos estando em movimento, mostra a expertise dele, a prática de crimes”, explicou.

Uma busca e apreensão foi realizada na residência do suspeito onde foram apreendidos um par de tênis, um capacete, uma camisa, uma motocicleta, um aparelho celular, um HT, duas munições calibre 380 e uma munição calibre 40. A arma utilizada no crime não foi encontrada.

Fábio Fabrício será autuado em flagrante motivado pela posse ilegal das munições.

Levado para a Delegacia, o suspeito manteve-se em silêncio diante das perguntas que foram feitas.

Segundo o delegado Diego Beltrão, há informações de que Fábio teria praticado outros homicídios na cidade de Patos com perfis semelhantes ao ocorrido no dia 06 de janeiro com precisão nos disparos. Ainda segundo a autoridade policial, com relação a esse homicídio, as investigações continuarão, uma vez que a polícia pretende saber se houve a participação de outras pessoas.

“Temos uma linha de investigação que seria a motivação, mas em razão da investigação ainda está em curso, preferimos manter sigilo e ao final, a gente esclarece todos os detalhes da investigação”, informou. 

Sadam foi morto quando saia da Delegacia de Polícia Civil em um mototáxi e foi alvejado próximo a um posto de combustível. Ele morreu no local.

Publicidade