Acusado de jogar carro em cima de ex-companheira e matar noivo dela vai a júri popular nesta quinta, em Patos

Alexandre da Silva Chaves, condenado por ter atentado contra a vida da ex-companheira Sidileide Siqueira, de 31 anos, e de matar o então noivo dela, Cléber Pires de Oliveira, de 27 anos, vai a júri popular pela segunda vez em Patos.

O juri estava marcado para o dia 27 de março, mas acabou sendo adiado e acontecerá nesta quinta-feira, (12).

Nesse primeiro crime, ocorrido em 17 de dezembro, Alexandre foi condenado a 27 anos de prisão. Na ocasião, a ex-mulher dele seguia em uma moto com o seu atual noivo, no bairro São Sebastião, quando foram surpreendidos por Alexandre, que segundo a polícia, teria jogado o carro por cima do casal. Sidileide foi arrastada arrastada por 22 metros e ficou gravemente ferida, onde ficou internada em estado grave por vários dias no Hospital Regional de Patos e já precisou passar por várias cirurgias plásticas, devido a gravidade dos ferimentos.

Já o seu noivo, foi atingido com maior gravidade e teve morte instantânea.

Nesse julgamento, Alexandre vai responder por uma tentativa de homicídio contra a ex-mulher, ocorrida em novembro de 2010. Nessa ocasião, Sidileide estava com a irmã irmã no bairro Santo Antônio em uma moto. Quando a irmã dela desceu do veículo, Alexandre teria chegado em um carro e avançado na direção dela. Sidileide ficou bastante ferida e o suspeito fugiu sem prestar socorro.

O juri popular está previsto para acontecer às 8h, no Fórum Miguel Sátyro.

 

Publicidade