Artista plástico Mario Leitão, expõe quadros em Patos a partir desta segunda-feira (28)

A partir desta segunda-feira (28) será aberta oficialmente no Centro Cultural Amaury de Carvalho a exposição “Minha oxente nação”, do artista plástico Mario Leitão dentro da programação Maio Cultural realizado pela Fundação Cultural de Patos – FUNDAP.

A exposição retrata um pouco sobre o Nordeste e a sua valorização, pois de um tempo para cá vem tendo muita discriminação em relação ao povo nordestino. “As pessoas as vezes não entende esse povo forte, bravo e valente que ajudou a construir grandes cidades brasileiras como; São Paulo e Brasília, apesar de muita seca esse povo resiste bravamente sempre lutando. Então a minha homenagem aos nordestinos, incluindo a minha pessoa é justamente a busca da sobrevivência numa terra árida onde a cultura ainda caminha a passos lentos e dá um basta a discriminação desse povo batalhador”, disse Mario Leitão.

A paixão pelas telas e o extraordinário talento, fez com que Mario se dedicasse totalmente ao mundo das cores e dos pinceis deixando de lado a fotografia, na qual ajudava seu irmão Alarcom. “Quando eu fotografava de minha forma atrelado as coisas antigas, eu achava muito bonito, isso para mim era poesia pura. Hoje o meu filho e fotógrafo profissional Weberson Leitão é quem segue nessa profissão belíssima que é a fotografia”, disse Mario.

Mario Leitão natural de Patos, tem 11 irmãos é filho do sapateiro modista Arimatéa Araújo Leitão, artista plástico e pintor, já foi professor de escolas profissionalizantes e de algumas cidades do estado da Paraíba, restaurou vários museus em vários lugares inclusive a Fundação Ernani Sátiro em Patos, compositor e musico a quase 20 anos na Catedral Nossa Senhora da Guia, foi palestrante em universidades, participou de projetos da BNB de cultura e do fundo de cultura Augusto dos anjos e fotógrafo.

A partir dessa semana os quadros do artista patoense estarão expostos. Conforme ele, as oportunidades vieram devido a parceria com a Fundação Cultural de Patos – FUNDAP. Ele informou que a exposição tem como objetivo principal a valorização da cultura patoense e promover o trabalho de um artista plástico.

Mario Leitão fala da expectativa em relação a exposição e de novos projetos

“A minha expectativa é das melhores, é um sonho de todo artista expor suas obras na cidade que mora, é uma experiência para toda vida. E em relação a novos projetos é que a partir das vendas dos quadros o dinheiro será destinado para um projeto musical onde pretendo gravar um CD com qualidade”, relata Mario.

Publicidade