Vereador Ivanes afirma que 'ser honesto não é apenas a ausência da prática do roubo, é também não deixar roubar'

A declaração do vereador Ivanes Lacerda ocorreu nesta terça-feira, 12, durante a sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Patos após um rapaz utilizar a tribuna livre pedindo a convocação dos candidatos aprovados e classificados no último concurso público da prefeitura de Patos.

Para o vereador, o desejo dos concursados é um direito e, até amparado por um mandado de segurança, mas, por questões políticas, o chefe do executivo municipal prefere não fazê-lo e ir "pelo caminho da ilegalidade". Ivanes explicou que a atitude do prefeito interino, em contratar pessoas que não trabalham configura crime de improbidade administrativa. 

Lacerda ainda comentou que uma das notícias mais comentadas na Paraíba é a farra  com o dinheiro público. "Em Patos, é uma das dez notícias que permanece ao longo de um mês...Eu já citei nesta Casa, por diversas vezes, que mais de 300 pessoas recebem do município sem prestar nenhum serviço à edilidade. "Então, para mim, ser honesto não é apenas a ausência da prática do roubo, é também não deixar roubar. Quem não rouba, mas deixa roubar, pra mim é ladrão, cnfigura-se como ladrão do dinheiro público", pontuou o vereador.

Ele ainda continuou dizendo que tudo isso poderá resultar em improbidade administrativa. Ivanes finalizou sua fala dizendo que toda a Câmara torna-se solidária ao movimento e direito livre e certo dos aprovados e classificados.

Publicidade