Patos investiu menos de R$ 210 por pessoa em saúde em 2017, revela pesquisa

Uma pesquisa do Conselho Federal de Medicina (CFM) divulgada nesta segunda-feira, (21), identificou que 31 municípios paraibanos investem menos do que R$ 200 por habitante na área da saúde. A pesquisa tem como base dados de 2017 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Patos investiu apenas R$ 206,10 em recursos de saúde por habitante, em 2017. Já em 2016, o valor foi de R$ 206,10 por pessoa. Nos anos de 2014 e 2015, o município investiu apenas R$ 179,02 e R$ 131,21, respectivamente.

Segundo o levantamento, o município de Sousa foi o que menos investiu em saúde por habitante: R$ 130,65 para cada um dos seus 69.554 moradores.

Em seguida, aparecem os municípios de: Itabaiana, R$ 144,81 para cada um dos 24.475 habitantes; Triunfo, R$ 155,37 para cada um dos 9.482 habitantes; Catolé do Rocha, R$ 159,16 para cada um dos 30.534 habitantes; e Mamanguape, R$ 163,24 para cada um dos 45.005 habitantes.

Entre os municípios que mais investiram recursos aparecem: São Domingos do Cariri, R$ 842,98 para cada um dos 2.601 habitantes; Quixaba, R$ 930,84 para cada um dos seus 1.964 habitantes; São José do Brejo do Cruz, R$ 953,39 para cada um dos 1.806; Coxixola, R$ 1.038,02 para cada um dos 1.925 habitantes; e Parari, R$ 1.053,39, para cada um dos 1.769 habitantes.

Duas das cidades mais importantes da Paraíba também ficaram abaixo da média de investimento por habitante. João Pessoa investiu R$ 326,99 para cada um dos 811.598 habitantes e Campina Grande investiu R$ 225,68 para cada um dos 410.332 habitantes.

 



 

Conforme a pesquisa, a média nacional de gasto municipal por morador em municípios de até 5 mil habitantes foi de R$ 779,21; municípios entre 5 mil e 10 mil habitantes, R$ 449,30; municípios entre 10 mil e 25 mil habitantes, R$ 357,03; municípios entre 25 mil e 50 mil habitantes, R$ 326,42; municípios entre 50 mil e 100 mil, R$ 329,14; municípios entre 100 mil e 500 mil, R$ 389,45; e municípios com mais de 500 mil habitantes, R$ 425,84.

 

Publicidade