Acusado de matar taxista é condenado a 18 anos de prisão, em Patos

Foi condenado a 18 anos de prisão , pelo crime de homicídio qualificado, o réu Lázaro Pereira Oliveira, conhecido por “Chileno”, acusado de matar o taxista Tiago Torres de Freitas, de 21 anos.

O crime ocorreu em março de 2015 e a vítima estava em seu carro, quando foi surpreendido pelo agressor, que efetuou vários disparos.

A motivação do crime teria sido o fato de que a vítima estaria se relacionando cum uma ex-namorada do suspeito.

O julgamento foi presidido pela juíza Isabela Joseane Assunção Lopes de Sousa. O Ministério Público foi representado pelo promotor Pedro Henrique e quem fez a defesa do réu foram os advogados Hálem Roberto e Corsino Peixoto.

A sentença foi proferida depois 14 horas de julgamento e o réu foi condenado a 18 anos de prisão em regime fechado. O acusado foi encaminhado para o Presídio Romero Nóbrega, onde cumprirá a pena determinada.

Luanja Dantas/maispatos.com

 

Publicidade