Rodrigo Czar - 30 de Outubro de 2017 - (1149 j leram)

Estudioso mantm a previso de La Nia fraca e pouca chuva para reas do Serto neste final de ano

A nova atualização do campo de anomalias de TSM (Temperatura da Superfície do Mar) da NOAA, aponta para o acerto da previsão do físico e meteorologista Rodrigo Cézar Limeira, ou seja, La Niña fraca configurada bem no final do ano em Dezembro ou em Janeiro.

Com isso, a perspectiva é de pouca chuva neste final do ano para áreas do Sertão e Alto-sertão, sendo que para as regiões de Sousa e Cajazeiras está prevista a chuva do caju no mês de novembro, e dezembro também ocorrerão episódios de chuvas esparsas e isoladas no alto-sertão do estado, e que poderão atingir os dois municípios.

Para as regiões de Patos e Pombal, a perspectiva é de pouca ou nenhuma chuva até o final de dezembro.

Os grandes reservatórios que abastecem as cidades do interior do estado, vão se manter em estado critico pelos próximos meses, devendo ter recarga significativa só a partir do mês de fevereiro.

A instabilidade térmica do Oceano Atlântico Sul na altura da costa do Nordeste se mantém. Dessa forma, as águas do citado oceano voltaram a esfriar na atualização da NOAA, assim na costa da Paraíba e Pernambuco, as anomalias de TSM voltaram a ficar até 1ºC abaixo da média.

No oceano Atlântico Norte, persistem águas mais quentes que o normal. Na costa da África do Norte, persistem águas mais quentes que o normal, e na costa da África na altura do Nordeste também.

O quadro oceânico apresentado acima, indica conforme já mencionado a perspectiva de pouca chuva para o interior do estado até o final de dezembro. 

Rodrigo Cézar Limeira - Portal Ciência em Foco 

Publicidade