Rodrigo Cezar - 24 de Julho de 2017 - (1979 j leram)

Estudioso explica o frio que vem ocorrendo no semirido em 2017

O inverno do Hemisfério Sul, dura entre 21 de Junho e 23 de Setembro. A estação é caracterizada em grande parte do Brasil pela escassez de chuvas e por temperaturas mais amenas que o restante do ano. Isso ocorre porque é no inverno que os raios solares incidem de forma mais inclinada sobre a superfície, que consequentemente recebe menos radiação solar.
 
Para o físico, meteorologista e mestre em Meteorologia Rodrigo Cézar Limeira, a ausência do fenômeno El Niño em 2017, favoreceu o retorno do frio a grande parte do país este ano. Em 2015 e 2016, o clima global estava sob influência do segundo episódio mais forte do fenômeno já registrado, que ficou atrás apenas do El Niño 97/98, o episódio mais forte de todos os tempos.
 
O estudioso explica que a natureza trabalha com uma espécie de lei da compensação, ou seja, se houve calor nos invernos 2015 e 2016, algo que é anormal, a tendência é que em 2017 houvesse uma compensação, ou seja, um frio considerável durante a estação, fato que está se confirmando.
 
As massas de ar polares oriundas da Antártida, estão atingindo o país uma após a outra, e derrubam a temperatura até no Nordeste. O pesquisador mantem a previsão de um inverno em 2017 mais frio que o de 2015 e de 2016 para o semiárido, e também afirma que mais frio ainda está por vir. 

Rodrigo Cézar Limeira   

*Formado em Física pela Faculdade Chaffic – São Paulo/SP – 2012;
Formado em Meteorologia pela UFCG – C. Grande/PB – 2006;
Mestre em Meteorologia pela UFCG – C. Grande/PB – 2008;
Físico do NEPEN (Núcleo de Estudos e Pesquisas do Nordeste) de Julho de 2012 à Março de 2015 – Sousa/PB, Editor do Portal Ciência em Foco: (www.cienciaemfoco.com) e Consultor de Clima da Federal Energia – S. Paulo/SP desde Dezembro de 2015.
Palestrante e estudioso da Radioatividade na Telefonia Móvel, Eficiência Energética, Física dos Raios, Física do Aquecimento Global, Lei da Atração e Física Quântica Aplicada a Fenômenos Sobrenaturais e Meteorologia.

 

Publicidade