CANSADO DE VIVER E DE SORRIR - Por Misael Nóbrega de Sousa

Estou cansado dos falsos amigos e também de ser falso com esses amigos. Estou cansado desse dia a dia cheio de compromissos e também de não ter o que fazer. Estou cansado do beijo molhado e também da falta de bocas para beijar. Estou cansado de ir a igreja e também das orações, todas elas, em vão. Estou cansado de ouvir tolices e também de falar tolices para me defender. Estou cansado de pagar caro por coisas que não tem nenhum valor e também por ganhar de graça aquilo que me deveria ser caro. Estou cansado de programar viagens que nunca farei e também tenho medo de não ter por quem voltar. Estou cansado de espiar à janela um monte de gente infeliz e também de pensar que o único infeliz desse mundo sou eu. Estou cansado de querer resolver o que é melhor para os outros e também de não saber arrumar a minha própria gaveta. Estou cansado de andar por aí olhando os sobrados como se o passado fosse a resposta e também das perguntas que o tempo me faz agora. Estou cansado de visitar os cantos que meu pai visitava e cansado de me culpar por ele ter morrido. Estou cansado de saber que eu sou uma pessoa de bom caráter e cansado de ouvir de outras pessoas que eu não sou. Estou cansado de ser altruísta e também de ser egoísta. Estou cansado de elogios que mais me incomodam que me enobrecem e também de ter que devolver esses elogios para quem não os merece. Estou cansado de ter que aceitar desafios por necessidade e também da falta de coragem de virar às costas para eles. Estou cansado de escolher o que é certo fazer e também da  experiência que diz que  ao final nada sairá como planejado. Estou cansado dessa corrida louca pelo prêmio de melhor ator e também da minha cara no espelho ao ver que nada acabou. Estou cansado de dizer adeus aqueles que não nasceram para ficar comigo e também de lamentar as suas ausências todas as vezes que preciso lembrar. Estou cansado das noites mal dormidas e também das manhãs sem um pingo de sol. Estou cansado dessa legião de anjos e também do inferno que inventaram para me salvar. Estou cansado de visitar minha minha mãe e também de saber que amanhã ela não estará mais lá. Estou cansado de aplaudir os maiores absurdos e também de ser aplaudido por absurdos iguais. Estou cansado de querer que meu filho seja diferente de mim e também de ver que a cada manhã ele acorda mais parecido comigo (...) Estou cansado de inventar histórias para ele dormir e também de sofrer por saber que daqui a pouco não haverá mais histórias para se inventar. Estou cansado demais para sorrir... - Bastante cansado. Mas, também não dou a ninguém o direito de me ver chorar.

Publicidade