Misael Nbrega - 31 de Julho de 2017 - (443 j leram)

"CONHECE-TE A TI MESMO". Por Misael Nbrega de Sousa

Existem pessoas que da vida querem atenção; e eternamente, alimentam-se disso. Quando o pasto é farto, ficam robustas e vomitam um ego inteiro, para que lhes sobre espaço para mais vaidade. Em épocas.de escassez e estiagem, recolhem-se às suas vidas miúdas; porém, à espreita, não vacilam a menor das presas - Para eles, trata-se de sobrevivência. É de bom tom deixarmos que pessoas assim tenham sempre comida à mesa... - ou seria melhor dar-lhes o elixir da vergonha? Se comparado ao desprezo, veremos que existe pouco a considerar. Mesmo assim, não chamo pela solidão; pois o isolamento é reflexivo, nunca um castigo. Digo coisas ao ouvido sobre oração. Ainda há tempo para o atestado da verdade e o reconhecimento do que entendemos por justiça, mesmo num ambiente que se pretende inóspito. É bíblico: "Dai pois a César o que é de César e a Deus o que é de Deus", mas eu nunca serei Santo. Em resposta ao nada, encontramos retumbante a mesma coisa; e se não há avanços, onde reside a graça do diálogo? As minhas manhãs, cheias de jardins de flores, mandam dizer a estes moços que a loucura não é pátria da insensatez. Se quiserem caminhar pelo deserto, tenham sempre à mente o exemplo de Cristo e refutem um mundo ofertado pelo diabo, que nunca foi dono de nada. Lutem por uma causa perdida, isso é nobre, porém o façam "conhecendo a si mesmos". Não os alimentarei mais, busquem nos seus, as migalhas que sustentam uma barriga prenhe de meninos pidões... - Que eu irei morrer em direção ao sol, consciente do meu papel.

Publicidade