POLICIAL COMBATE MAUS-TRATOS A ANIMAIS!

Não é raro aqui na cidade de Patos, presenciarmos “maus-tratos” a animais, principalmente, partindo da grande maioria dos carroceiros. Além do alto volume de bagagem colocadas nas carroças, há também, um grande excesso no peso dessas mercadorias transportadas pelos jumentos, burros e cavalos, causando muitas vezes, um desgaste físico no “pobre animal” que, além ser obrigado a carregar nas costas essas volumosas e pesadas cargas, ainda são constantemente, chicoteados e agredidos com pauladas, tapas nos lombos, xingamentos e puxões violentos, os ferindo e causando dores e sofrimentos! É preciso que esses proprietários entendam que esses animais são seu “ganha pão” e devem serem bem tratados, respeitados e zelados, para que assim, possam resistir ao labuto diário, que é rude e pesado!

Para se combater esse tipo de “crime” é necessário que toda sociedade se engaje na causa da defesa desses animais, denunciando e, em alguns casos, solicitando de imediato, a presença da polícia!  Essas atitudes humanas devem ser louváveis, aplaudidas e reconhecidas como méritos de poucos, pois, ainda não há uma consciência massiva da população por essa causa.

No entanto, quero registrar através dessa matéria, casos em que houve a intervenção da polícia para coibir esses maus-tratos. Tomei conhecimento, recentemente, da intervenção do policial “GUINA” para evitar que um Jumentinho fosse maltratado pelo seu dono. Segundo informações, o sujeito estava dando puxões violentos na corda e acoitando o animal quando o policial o interpelou e o inibiu do ato violento lhe advertido do crime de maus-tratos, sob pena de dirigi-lo até a delegacia para os procedimentos legais. Foi constatado pelo policial, naquele momento, que havia um ferimento no focinho do animal, exatamente, onde a corda estava circundando e sendo puxada. O policial, de imediato, mandou o sujeito cortar a corda, para alivio do animal!  

Agradecemos e aplaudimos a atitude do policial, “GUINA”, que, de forma lúcida e consciente evitou ou coibiu aquela atitude grosseira e cruel daquele sujeito perverso, ruim e covarde contra o indefeso animal!

Parabéns, “GUINA”, você merece nosso respeito, nossa admiração e nossos aplausos!

Patos, 25/07/2018

Anchieta Guerra   

Publicidade