Anchieta Guerra - 22 de Maro de 2018 - (460 j leram)

O PRIMEIRO FILHO: O PRIMOGNITO!

Da relação afetiva entre um Homem e uma Mulher, conforme os desígnios de Deus preceituam, deverão ser concebidos alguns “frutos” dessa união, para consagrar o matrimônio entre eles e “manter a espécie na terra”. Essa concepção, que certamente, trará: a alegria, a harmonia e a paz para o casal e para o seu lar, se concretiza com a chegada do primogênito (a), fazendo com que “às coisas mudem”, a partir do seu primeiro dia no convívio familiar!

Às manifestações vão se ostentando através de parentes; de vizinhos; de amigos e, de outros que estejam imbuídos de um espírito fraterno e acolhedor como forma de recepcioná-lo, lhe dando “as boas vindas”! E, nesse clima de festa, vão trazendo variados tipos de presentes para reverenciar aquele Príncipe ou aquela Princesa, que chega ou vêem, para dá um significado diferente ao ambiente e abrilhantar o lar que o recebeu com festa, como se fosse “um presente de Deus”! Nessa festa; nesse “momento mágico”, são os pais que ficam mais entusiasmados, sem falar, é claro, nos avós, que já chegam com “aquela preocupação” de “guardiães”! É, realmente, radiante e mágico para todos aqueles que se imbuem de um espírito fraterno e singelo, para recebê-lo!

Se Jesus disse: “Vinde a mim as criancinhas, porque delas é o Reino de Deus”! Quem seríamos nós, para dizer ou recepcioná-las diferente? Por isso, me imbuiu, também, desse espírito de amor fraterno, para desejar a todas às crianças e, em especial aquelas que estão enxergando o mundo pela primeira vez; àquelas que vêem trazendo uma nova esperança de paz e amor para todos nós, adultos e pecadores!

SEJAM BEM VINDOS BEBÊS, DEUS OS ABENÇOEM!

Publicidade