Anchieta Guerra - 18 de Julho de 2017 - (2961 j leram)

O VENDEDOR DE AMENDOIM (Sandro do Itatiunga). Anchieta Guerra

Quero falar sobre uma expressão que nos dá uma sensação de fortalecimento, por trazer na sua essência um sentido de sobrepujamento das adversidades que nos assola na vida e, que muitas vezes, nos leva ao “fundo do poço”! Esta palavra; esta expressão chama-se: SUPERAÇÃO! Quantos não se utilizaram desses sinônimos: sobrelevação, sobrepujamento, suplantação, ultrapassagem, para eleva-se na vida “tomando” ou trilhando por um novo caminho? “Muitos, com certeza”! Bem, para ilustrar melhor essa minha visão: esse meu entendimento, vou citar algum caso inerente ao tema.

- Olha o amendoim... Olha o Amendoim... Costumeiramente, nos finais de semana, gosto de “tomar uma” com alguns colegas e amigos em algum barzinho da cidade de Patos. Essa frequência, que é mais assídua na “Mercearia Vilar” (Junior de Zaquel ou Junior Gordo), nos deixa expostos aos vendedores de degustes que passam oferecendo seus produtos, nos bares. Dentre muitos que sobrevivem desse tipo de comercio, tem um que passar corriqueiramente, lá no Bar de Junior Gordo. Trata-se de “Sandro do Itatiunga” conforme, me disse chamar-se.

A história desse rapaz, – contada a mim por ele mesmo – trás como exemplo a expressão acima delongada, por tratar-se de uma superação dos “vícios das drogas”. Conversamos, eu ele e outros colegas sobre a informação de que ele era viciado, ele simplesmente, disse: – “Realmente, eu era viciado, sim! Mas, não sou mais, hoje eu vivo de vender amendoim”! A sinceridade que ele esboçava e a segurança com que afirmava aquelas palavras, nos deixaram contentes e satisfeitos por saber que a SUPERAÇÃO estava agindo naquele jovem; naquele simples VENDEDOR DE AMENDOIM!

Parabéns! Siga lutando e vencendo os obstáculos, para que sirva de exemplos para outros jovens!

Patos, 17/07/2017
Anchieta Guerra

Publicidade